Deixa ficar na igreja

•24 março, 2010 • Deixe um comentário

Sei que o meu problema é bastante atual e muita gente passa hoje por isso. Mas NÃO AGUENTO MAIS MORAR COM MINHA FAMÍLIA!

A minha mãe é do estilo “Parente é Serpente” – fala demais, a ponto de dar com a língua entre os dentes e te magoar. Como toda mãe italiana, acha que alimentar bem a prole é o suficiente. E amar os outros? Ha, acho que não. Deixa ficar na igreja o que se aprende lá.

Já meu pai trabalha demais. É meio difícil falar com ele, damo-nos relativamente bem, mas a distância faria melhor.

Ai, Deuses, é pedir muito sair de casa? Não sei até quando aguento a falta de privacidade…

Aniversário

•19 agosto, 2009 • 1 Comentário

Essa é dedicada àquele que completa 5 anos comigo, mas que não deu nem um oi até agora…

Você me faz continuar

Cachorro Grande

Às vezes eu acho que o mundo inteiro se revoltou contra mim

Sem nenhum porquê, eu viro a mesa, parece ser o fim

Mas quando me lembro que tenho você eu procuro me acalmar

Isso me consola e tudo melhora e a cabeça volta pro lugar

Eu sei faz tanto tempo

Passamos por muitos momentos

Saber que tenho você me faz…

Me faz continuar

Às vezes eu acho que o mundo inteiro esconde o jogo de mim

Eu olho pro lado, estou deslocado, parece ser o fim

Mas quando você sabe o que me dizer…

Como pode ser tão natural?

Em um instante, mesmo distante, a cabeça volta ao normal

Eu sei faz tanto tempo,

Passamos por muitos momentos,

Saber que eu tenho você me faz…

Me faz continuar

Labirintite

•28 março, 2009 • 2 Comentários

Minha vida está uma loucura atualmente. Treinamento, trabalho, alemão, coral, canto… Eu queria estar ocupada, é claro, mas, às vezes, mesmo com o corpo ocupado, a mente vai longe. E com o corpo muito ocupado, a mente adoece.

Estou com suspeita de labirintite (!), o que nem é muito sério, e isso está me prejudicando um pouco, pois trabalho muito concentrada e às vezes tenho vertigens que me incomodam muito… O caso é que sou daquelas pessoas que têm doenças psicossomáticas, sabe? Meus problemas de saúde aparecem de acordo com o que está acontecendo na minha vida.

E no final das contas o ruim é saber a causa do problema e não estar em suas mãos resolvê-lo.

Quero ficar saudável novamente, mas sem a ajuda de remédios.

Meia-entrada

•31 outubro, 2008 • Deixe um comentário

Segundo o site UOL Notícias, neste momentos os nossos representantes do Senado Federal discutem um projeto para dar fim à meia-entrada nos cinemas nos finais de semana e em shows e outros eventos entre quinta-feira e sábado. Os maiores afetados seriam estudantes e idosos (como se os dois recebessem salários e aposentadorias milionárias).

Que absurdo! Não sou mais estudante, pois me formei no ano passado. Mas a meia-entrada me permitiu assistir de shows a óperas, me deu acesso a eventos e a locais aos quais eu não teria sem a vantagem da meia-entrada.
Votamos nos políticos para serem as nossas vozes no governo e é dessa forma que eles nos representam… Quando alguém me diz que nós, jovens, precisamos mudar o país, eu dou risada, porque todos em que depositamos nossa confiança, nos trai de alguma forma. É assim que me sinto com relação a esse projeto. Este país parece não ter jeito mesmo. O dinheiro e a influência falam muito mais alto que os interesses da população.

E não estou sozinha. Desde a publicação dessa notícia, às 8hr, foram deixados mais de 2000 comentários até agora (12h10).

Utilidade pública: Você conhece o site do Senado? Clique aqui se quiser fazer uma visita aos nossos caros representantes e, talvez, deixar um recado.

De qualquer forma, guarde esses nomes: a relatora do projeto é a senadora Marisa Serrano (PSDB-MS). Mas a matéria original é do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG).

Não me levo a sério

•11 outubro, 2008 • 2 Comentários

Como eu me sinto patética e sozinha…
Todos saíram, estou longe de quem amo, sem fazer nada, sem planos, sem grana.
Sozinha.
Mas quem se importa, não né? Quando você vai embora, todos fazem festa de despedida. Quando você volta, tanto faz

Esses dias

•9 setembro, 2008 • Deixe um comentário

Estou em um momento um pouco delicado da minha vida. E estou me sentindo bem sozinha, ou fucking alone.

Hóquei feminino e hipismo

•10 agosto, 2008 • Deixe um comentário

Ah, e como eu poderia deixar de falar de duas modalidades inesquecíveis: hipismo e hóquei!
O que era aquela prova de hipismo, chamada adestramento, em que o cavaleiro fica dando voltinhas com o animal? Aquilo vale ponto? Repentido as palavras de meu noivo, acho que quem vai ver essa prova quer arranjar uma tiazona rica para casar! Preconceito! Ah, é?
E hóquei feminino? Dava para ver até o umbigo das dinamarquesas no jogo de ontem – o detalhe: olhando pelo decote! OK, comentário feminino. Mas que aquele jogo é estranho, é. Eu me divertiria mais vendo Rugbi. Masculino, claro rs…

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.